lunes, 20 de septiembre de 2010

I Encontro Inter-Religioso do Santuário dos Pajés

Fotos do Encontro, realizado no dia 18 de setembro de 2010. Em breve colocaremos textos, vídeos e mais fotos. O Encontro foi organizado pelo Santuário dos Pajés juntamente com a com a comunidade de religião afro-brasileiras.











miércoles, 17 de febrero de 2010

NAS ROTAS DOS PAJÉS

Projeto de visitação a comunidade indígena do “Santuário Sagrado dos Pajés - Pajé Santxiê Tapuya”


martes, 16 de febrero de 2010

HERBÁRIO FITOTERÁPICO

“Viveiro da espiritualidade”
No meio da capital do Brasil se encontra a Terra Indígena “Santuário Sagrado dos Pajés”, reserva do bioma do cerrado e da cultura indígena, onde se mantem por muito tempo a tradição ancestral dos pajés: o conhecimento dos poderes terapêuticos das plantas medicinais.

A medicina da terra vem por séculos acompanhando nossos anciãos, que ensinam a reconexão com a energia vital da criação, o que permite encontrar a saúde como um estado de felicidade, plenitude, vigor e alegria espiritual.

O Herbário dos Pajés, o primeiro complexo de saberes tradicionais fitoterápicos, espirituais e cosmológicos indígenas contemporâneo de Brasília foi criado pelo Pajé Santxiê Tapuya com base na Ciência dos Pajés, é o esforço da valorização e recuperação da ciência ancestral, onde se procuram reunir as principais plantas e remédios utilizados pelas etnias indígenas do Brasil, isto com o fim de recuperar e manter o equilíbrio da saúde e a cura natural, a harmonia entre o corpo e o espírito que nos oferece a mãe terra.


Este trabalho se complementa com a espiritualidade do nosso Santuário Sagrado, onde realizamos rituais e cerimoniais em conjunto com outras autoridades espirituais dos nossos povos indígenas: pajés e xamãs da América, que conectam as vivências das pajelanças da comunidade indígena do Santuário dos Pajés com o dia a dia da tribo.

Uma reserva da vida para as futuras gerações...
Deste ponto sagrado trabalhamos dia a dia na conservação da mãe terra, porque a conexão com ela é o sentido da nossa existência e fundamento da nossa espiritualidade, reconhecendo o equilíbrio com a natureza que traz o alimento, a saúde, a cultura, o conhecimento e a vida... este é o nosso saber transmitido de gerações em gerações.

Do cerrado dos andarilhos indígenas renasce nossa mensagem e resistência, a luta pela terra, nosso direito à vida e principalmente contra o direito à nossa terra ancestral...

O ecossistema do cerrado tem uma ampla diversidade e um alto número de espécies nativas, um dos biomas mais ameaçados no mundo e atualmente em Brasília...lutamos porque sabemos que dele depende o futuro dos nosso filhos, assim como da nossa cultura e da natureza.



Remédios Fitoterápicos, Mudas de plantas medicinais do cerrado e cursos de Flora Indígena: Pajé SANTXIÊ TAPUYA.

"Flora Medicinal Povos Indígenas"